domingo, 12 de abril de 2009

Panis Angelicus



E agora a minha versão preferida para terminar a festa em beleza.

2 comentários:

Alda M. Maia disse...

Como complemento da “Páscoa da sua memória”, não poderia ter escolhido melhor! Reparou na esplêndida voz de tenor de papá Pavarotti?
Um abraço

Donagata disse...

Realmente tinha uma esplêndida voz embora, aparentemente tivesse um problema de inibição. Li isso, algures, há já muito tempo, numa reportagem sobre o Pavarotti filho.