domingo, 26 de abril de 2009

Apresentação de uma Editora e consequentemente dos seus primeiros livros



Ontem à noite, pelas 10.30 h, no Bela Cruz, em ambiente de discoteca (e não é que até resultou?), fez-se a apresentação oficial de uma nova Editora, a Edita-me, que nasceu aqui na Invicta e que, na minha opinião, ainda vai dar muito que falar.

Para já começou por dar a conhecer as palavras de Filipe Paixão com os belíssimos poemas que poderemos desfrutar no livro “Palavras de Mim”as quais divide em quatro partes distintas pelo seu conteúdo e, talvez, pela sua intenção; bem como as de Jorge Pópulo em “O Oráculo de Fogo” num outro registo, que, citando Filipe Paixão no prefácio do livro “…é antes de mais…um revisitar. Um passeio sobre a vida do autor… Experiências desnudadas do seu existir, que levam o leitor pelos labirintos da sua vivência…”

(Os livros apresentados. Lindos!)

Todo o espectáculo, pois de um espectáculo se tratou, estava muitíssimo cuidado e beneficiava de profissionais de alto gabarito sobretudo no que à música diz respeito. Desde o piano à harpa, a juntar as vozes da Sónia e da Rita tudo correu de forma a proporcionar algo de muito interessante.

As apresentações (leituras) dos livros estiveram a cargo de quatro amadores (eu estava lá) e dos próprios autores.

Correram muito bem. Contudo o brilho poderia ser ainda maior, não fora a luz que podemos dizer não ser a mais adequada para a leitura, e a constante tendência para o feed-back que o nosso microfone, um tanto temperamental, insistia em manter. O que fazia com que estivéssemos a ler e a procurar a melhor posição para o microfone não entrar em resmungos ao mesmo tempo que procurávamos ver as palavras que tínhamos de ler sob aquela luz “esplendorosa” que, como todos sabem, exibem as discotecas.

Portanto, Carlos, e sem falsas modéstias uma vez que me incluo no molho, ESTÁS DE PARABÉNS!

CONTINUA.

15 comentários:

pin gente disse...

foi muito bom ter lá estado ontem. e hoje também!

um beijo
luisa

Donagata disse...

É sempre bom estar com pessoas que partilham dos mesmos gostos e em quem encontramos diversas afinidades.
Para mim, tudo isto, foi um enorme prazer.

Um beijo.

Fuego disse...

Olá DonaGata! Passei por aqui e aqui venho espreitar mais vezes!
Gostei mt de a ter escutado a "ler-me"ontem!
Um beijinho
Fuego

Donagata disse...

Fico, francamente, muito feliz por ouvi-lo dizer isso. A minha intenção ao ler algo é sempre a de tornar esse algo apetecível para os outros. E, só o consigo, se "entro" no texto. Pelos vistos consegui entrar de forma a agradar-lhe. ainda bem. A mim agradou-me muito.
Beijos e espero vê-lo por aqui mais vezes.

Brain disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Brain disse...

Cara Donagata!

Antes de mais, o meu MUITO OBRIGADO por todo o empenho, mas principalmente, por teres aceite os meus convites!

Mais que um enorme privilégio,
Foi uma HONRA poder contar contigo como figura do "elenco" dos eventos.
Sem ti, definitivamente, não seria o mesmo.

Recebe um (agradecido)
Beijo Meu.

Donagata disse...

Podes crer que a honra foi toda minha.

Eu também te agradeço (já o fiz no teu espaço) o privilégio de dizer textos lindos e de trabalhar com pessoas que sabem o que querem e o fazem.

Um beijo grande.

Andarilhus disse...

Estimada DonaGata,

Trago um sorriso de gratidão, honra e de exaltação pela magnífica performance de leitura e entoação consagrados aos textos das palavras do fogo!

Agradecer também todo o apoio de si recebido e, em particular no que me diz respeito, a forma como a sua interpretação encorpou tão bem o meu muito especial “Fuego” (a própria Fuego comentou também acima:))

Esta foi também um dos grandes feitos destes momentos inesquecíveis: conhecer todos aqueles que, de forma tão espontânea, fizeram parte da equipa que o Brain granjeou.

Até breve e brisas afortunadas do destino…

Andarilhus
(J. Pópulo)

Donagata disse...

Muito obrigada. Já o disse à Fuego e repito-o. O prazer foi mesmo meu.

Agradeço também os bons augúrios do seu oráculo.

Beijos e disponha sempre que ache que lhe posso ser de alguma utilidade.

Donagata disse...

Fuego, desculpe quando a trato no masculino, mas não tive de qual dos dois seria...

Palermices, bastava pensar um pouco.

Parabéns pelas belíssimas palavras que suscita a alguém muito especial...
Beijos.

Donagata disse...

Não tive a certeza, claro...

Fuego disse...

Um beijinho também para si! Espero ouvi-la mais vezes!

Donagata disse...

Obrigada Fuego.

susana disse...

E o livro enevoado é desta que sai, ou não?

Donagata disse...

Talvez. veremos. Quem sabe?

Beijos oh fugidia!!!