sexta-feira, 23 de maio de 2008

Sonhei contigo

Sonhei contigo.
E como estavas vaidosa
Dos êxitos da tua Inês!

Sonhei contigo.
E eu nervosa
Pois entre a minha alegria
Havia também porquês.
Tentavas tu explicar
Tentava eu entender
Como puderas não estar
O que te fizera reter.
O cabelo por lavar…
Mais um corte de corrente…
E eu calei-te friamente
Não podia acreditar.

Acordei!
Tão pesarosa, tão sentida!
Mas eras tu e tão viva,
Que eu nem sequer vacilei
E evoquei a razão.
E agora que acordei,
Só me posso desculpar.
Estiveste presente, eu sei.
E aquilo que eu dizia
Eras também tu a falar.

(Imagem: "Loosing your shape in dry air"by Mordiana)

2 comentários:

Perla disse...

Os sonhos...
Às vezes são os nossos medos
às vezes parecem bem reais
mas às vezes são precisamente o contrário da realidade...
e ainda bem!

Bom domingo

Beijo

Anónimo disse...

Ola Sra Donagata :) ...

ADOREI !!!

Beijo , A.B.