quarta-feira, 7 de maio de 2008

Mais um miminho!


Mais uma vez fui contemplada com um intenso aguaceiro de mimo o qual não sei muito bem se mereço. Até é possível que por vezes faça mesmo pensar, só não tenho a certeza que isso seja sempre uma coisa muito boa...

O que eu tenho mesmo como certo é que, quer a pessoa que mo choveu quer aquela para quem o vou miar são, de facto MULHERES QUE FAZEM PENSAR! E, melhor ainda, MULHERES QUE PENSAM!

E, é claro, vai direitinho para ti Sofia.

4 comentários:

nuvem disse...

Obrigada pelo elogio!

Quanto à questão que coloca, na minha opinião, hoje em dia são poucas as pessoas que nos fazem realmente pensar, e menos ainda as que nos permitem, com essa reflexão, aprender... Por isso, só pode mesmo ser uma coisa boa!

Mil beijinhos tão sinceros como o prémio :)


Já agora, permita-me que lhe deixe, por graça, um poema que encontrei por aqui perdido nos meus papéis e do qual já nem me recordava, mas que é, de facto, uma obra prima... Aliás como toda a obra deste autor.


Sem ti

E de súbito desaba o silêncio.
É um silêncio sem ti,
sem álamos,
sem luas.

Só nas minhas mãos
ouço a música das tuas.

Eugénio de Andrade

Donagata disse...

Muito bom nuvem, o poema, não conhecia mas é uma verdadeira jóia.
E já agora obrigada pelo comentário. Não sei se será assim para muita gente pois também muitas vezes há falta de pessoas a quererem pensar...
Beijos.

Sofia Loureiro dos Santos disse...

Donagata, não sou merecedora de tão fundo elogio, vindo ele de uma verdadeira mulher pensante. Obrigada.

Donagata disse...

Pensante e, sobretudo, falante.
Claro que és absolutamente merecedora. Aliás és o paradigma da mulher que faz pensar; que provoca o pensamento.
Um beijo