segunda-feira, 5 de novembro de 2007

"As Healthclubíadas" (continuação - 2)


Imagem da net

(Afinal o juízo sempre é pouco)


6
E vós, as amigas penitentes
Que comigo padeceis convictamente,
Que pecados de gula cometestes,
Para assim expiardes duramente?
Foi a natinha que de manhã comestes,
Que vos leva a sacrifício tão pungente?
E agora? – Hora e meia a pedalar,
E o Prof. com um sorriso a controlar.


7
E vós, professores impiedosos
Que nos vedes a sofrer, a ofegar,
Que apesar destes feitos valorosos,
Continuais a insistir, a maltratar;
Quando já em arquejos perigosos
Estamos o workout a terminar,
Eis que, tocais lá no botãozinho,
E dizeis: - É só mais um bocadinho!


8
Nem as deusas do Olimpo e suas manhas
Sentadas em seus tronos deslumbrantes,
Com Gama tão prestáveis nas façanhas,
Se dedicam a acudir às implorantes.
Elegantes essas deusas, mas tacanhas,
Pois se julgam assim, tão importantes.
Minerva, Juno, Vénus, deusas fingidas,
Valeis pouco ante estas gentes destemidas!


9
Quanto à “hidro”, só agora vou falar,
É intensa a tortura habitual,
É o forte puxar da água e o empurrar,
As flexões e os saltos sem igual,
E quando já só queremos descansar,
Soltas neste elemento primordial.
Vêm Duberdicus* e Nabia* ajudar
Volvendo as águas para nos relaxar.

* Duberdicus – deus das fontes e das águas na mitologia lusitana
* Nabia – deusa dos rios e da água na mitologia galaica e lusitana


10
É certo que também temos que ajudar,
Rodar o torso, a anca e esticá-los,
Puxar, puxar o braço até estalar.
Os músculos das pernas, é alongá-los
Até no rabo bater o calcanhar
Juntando os joelhos, e controlá-los.
Se julga que é fácil, não se iluda,
Às vezes era bem vinda uma ajuda.


11
A música é agradável, divertida,
A água está quentinha, a preceito,
E lá vamos acompanhando a batida
A insistir p’ra lhe ganharmos o jeito!
Se em flexões e esticões nós nos cansamos,
E às vezes já nos falta o ar no peito,
Há momentos para um pouco lazer
É o tempo de amizades acender.

2 comentários:

DuSinho disse...

Eh eh eh!

vá lá, só mais 50...

puxa, estica. xuta, expira...

eu tento fazer o meu papel mas com uma turma daquelas facilitam-me a vida, até dá gozo trazer os exercícios e as coreografias!

e cm já disse, com aluz e a alegria q traz à minha aula eu só tenho d agradecer por me fazer passar uma horinha tão agradável!

foi um anjo q veio p a minha aula vc sabe...

bjinhos e continuação d boa poesia

Sofia Loureiro dos Santos disse...

Espantoso, homérico, feliniano!