domingo, 4 de novembro de 2007

Apenas

(Repto aceite!)


Uma folha caída,
Apenas uma folha caída,
Apenas.
Dourada e só.
Parei.
Pesou-me a sua leveza,
O seu fardo de folha solitária,
A sua renúncia,
O seu fim.
Peguei-a com ternura
E,
Talvez num sonho
(ou por inspiração)
Como se fosse poeta,
Levei-a à minha praia.
Soltei-a ao vento
E,
De um fôlego só,
Soprei-a lá bem para o fundo,
Bem para esse âmago,
Essa essência intangível
Onde o mar se funde com o céu.

Fiz dela
A minha estrela.

Dona gata em 2007-11-04

Imagem Stars de Van Gogh

1 comentário:

antonio disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.