terça-feira, 18 de março de 2008

Desagradecimento


Será que tu nem suspeitas
como magoa essa frieza,
essa altivez, essa certeza,
de quem tem sempre razão?
E toda a sensibilidade
Com que exiges ser tratada,
Ainda não te ensinou nada?
Não tem reciprocidade?
Abomino a intolerância
que mostras com frequência,
já tenho pouca paciência
para a tua grande importância!
Fico triste, desapontada
ao sentir a ingratidão.
Mas não me fiques obrigada,
não te quero essa atenção…
(Imagem: "Distância e distanciamento" de Peter Lanyon)

5 comentários:

Mar Arável disse...

Perante a intolerância

firmeza

Donagata disse...

Nunca consegui a necessária, mar arável

Clara Branco disse...

"Escuta o teu coração (...) ele conhece todas as coisas (...) Porque onde ele estiver, é onde estará o teu tesouro."
O Alquimista - Paulo Coelho
P
or vezes as preocupações são maiores que os problemas.
Xi

Anónimo disse...

E dentro da surpresa e certeza de que tu suspeitas quem sou,
"mas não te fiques obrigada"
de escrever a poesia que te vai no coração.

Beijão e viva o FCP!!!
EB1 sempre mesmo com a ministra nos jornais!
E adivinha quem sou
porque eu suspeito quem és.

Adorei!

Amanhecido

Donagata disse...

Não tenho a certeza de quem possas ser.
Apenas suspeitas...
Vai-me dando mais pistas.