domingo, 3 de maio de 2009

Para ti, Mamã...



Já foste assim...


Depois, assim, com o papá..................... E agora és esta brasa de arrasar!

Para ti
A quem sempre vi como o esteio de todos
e que hoje, às vezes, procuras o amparo do meu braço.

Que sempre te impuseste como imagem do exemplo a seguir
e que hoje tão bem aceitas os meus saberes.

De quem sempre receei a censura, por vezes mordaz,
mas que hoje apenas me estimulas e me dás força.

Para ti em quem espero encontrar sempre
aquela mãe firme, refilona, pouco tolerante
e sem sentido de humor,
mas que, exactamente por isso,
arreliamos e tentamos contrariar.
Te contamos aquelas anedotas “malcriadas”,
que não entendes (ou não queres entender),
só para te ouvir resmungar.

Porque é assim que te queremos.

É assim que contamos que tu sejas.

É assim que te amamos.

12 comentários:

wallper.lima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
wallper.lima disse...

Olá amiga!
Linda homenagem a sua mãezinha, que te acompanha e te alimenta...
Bonito ver essa passagem do tempo, onde nosso pensamento vagueia em busca de respostas, que as vezes não temos, de uma saudade que dói,e ao mesmo tempo faz nosso coração sorrir, justamente por saber que tudo isso é vida, tudo isso é o verdadeiro amor!
Um bj em seu coração, e um bj em sua "mamã" pelo dia das mães.
Wal.

Donagata disse...

Obrigada pelo belíssimo comentário. O meu beijinho já o recebi o da mamã entregar-lho-ei, ainda hoje.

Beijos.

LS disse...

Muito bem. Essa é a tua mãe, forte e frontal que sempre conheci. A minha irmã que sempre foi para mim uma referência de integridade. Ainda bem que beneficiamos da sua presença. Não imagino sequer que ela poderá acabar.
LS

Donagata disse...

Nem eu. Acho que nunca nada mais será o mesmo...

Um beijo.

pin gente disse...

é tão bom uma mãe sentir-se assim amada!
um dia feliz, donagata.
um beijo
luísa

Sofia Loureiro dos Santos disse...

Feliz mãe que te tem como filha.

Donagata disse...

Pin, espero que tenha tido também um dia feliz, sendo a grande mãe e a grande filha que julgo ser.

Um beijo.

Donagata disse...

Sofia, e vice-versa embora por vezes um pouquinho cansativo...

Beijos.

Anónimo disse...

Um LINDO Momento de Ternura !... :)
ADOREI , por momentos fechei os Olhos e imaginei-me ler essas palavras escritas pela minha Filha ... Maravilhoso !!!

Beijo , Anibal Borges .

Cristina Loureiro dos Santos disse...

Adorei, prima. As fotografias com a evolução da tua mãe, esse exemplo de pessoa forte que me habituei a admirar (e a temer um bocadinho lol, quando era mais novinha então...) e o poema, lindo! Uma homenagem muito querida.

Um abraço enorme para a tua mãe e mil beijinhos para ti, Donagata :)

Donagata disse...

Beijos muito grandes para ti também.