terça-feira, 2 de junho de 2009

Noite quente


A estiagem rodeia-me, de repente,

convertendo-me num vulto deslizante,

de frémitos e sudações padecente

que não param, não suavizam nem um pouco,

e me tornam agitada, impaciente.

E quando, sem mesmo pensar, me toco,

tentando atenuar o desconforto,

eis que engulo, surpreendida, sensações

que acordam de mansinho no meu corpo.

E instala-se, do teu corpo, a saudade,

do teu toque, do teu beijo, do teu ser,

das noites loucas que no calor passámos,

em que os dois, éramos um, até um de nós ceder.


Donagata em 2009-05-30

15 comentários:

Fuego disse...

Vim dar uma espreitadela!
Beijinhos Donagata!

Donagata disse...

Obrigada Fuego. Um beijo também para si.

nuvem disse...

Que poema tão bonito...

Não digo mais nada, porque não se mete a colher entre marido e mulher :) (Aliás, faça de conta que aqui não estou.)

Beijinhos

Andarilhus disse...

... Um bailado que transpira a sensualidade... Insinuasse a figuração de chuva e até se sentiria o odor ao pó húmido, levantado...
Muito intenso e íntimo...
Honra-nos com tamanha partilha :)

Um beijo
Andarilhus

Donagata disse...

Obrigada a ambos. São apenas devaneios. Se eu soubesse escrever como vós!!!!

Beijos.

orkide@ disse...

Dona Gata,

Que poema tão bonito e intimista...

Gostei imenso.

Bj

Donagata disse...

Obrigada pelas suas simpáticas palavras.

susana disse...

Eh lá! Sua atrevidona!
Este poema está caliente!! Nem a minha água para refrescar tanto calor!

Donagata disse...

São estas variações de temperatura. Afrontamentos. Não ligue!

Tia_Cunhada disse...

Sublime donagata! Sublime...

Donagata disse...

Obrigada Tia-Cunhada. E foi um prazer vê-la por aqui!
Já que por outros lados...é o que se vê. Ou melhor, não vê!

susana disse...

Boa donagata! Boa! Arranhe que ela merece! Tia, afinal ela sempre arranha!!

Homem de Ferro disse...

Tao simplesmente lindo !

Adorei , beijo .

Tia_Cunhada disse...

Arranha tão bem quanto escreve!

Até breve... dentro d'água...

Donagata disse...

Sou gata, não sou?! Apesar da água...