quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Lágrima

(Imagem daqui)

Não sei como suspender.

Não sei como a enxugar,

como lhe pegar,

como arrumar,

esta lágrima gelada,

que se pendura obstinada

no débil fio da recordação.


Será que a quero mesmo perder?



10 comentários:

nuvem disse...

Já pus a leituras em dia :)

E que lindos poemas tem escrito! É sempre um enorme prazer ler as suas palavras.

Mil beijos arrancados do coração

Donagata disse...

Obrigada. São muito importantes para mim os seus mimos.

Um beijo. Espero que esteja tudo bem.

susana disse...

A propósito de saudades, amanhã, às 11, no sítio do costume, vamos limpar essa lágrima. Se ela não quiser sair, juntamos-lhe umas gotas de água e, pelo menos, ficará dissimulada.
Beijitos,
S

Taís Luso de Carvalho disse...

Donagata, amiga de Portugal:

Vim conhecê-la e também gostei muito de teu blog; coisas tão lindas...
Podes ter a certeza de que virei com freqüência, também. Achei, aqui, muita sensibilidade e franqueza. Desculpe, postei os comentários há pouco, pois passei o dia fora. Agradeço tuas carinhosas palavras, aqui de tão longe... Colocarei o ‘Ponto de Cruz’ entre os meus links.

Beijos aqui de Porto Alegre e avante! Belo trabalho.
Tais Luso

Donagata disse...

Susana, até já, então. Que bom!

Donagata disse...

Tais, obrigada pela sua visita bem como pelas suas simpáticas palavras. Ao ler o seu blog fiquei entusiasmadíssima pois entendi que temos muitos gostos em comum e, até, quem sabe, sensibilidades muito próximas que levarão, possivelmente, a uma atitude perante a vida também parecida. E em pontos do mundo tão distantes...
Um beijo e tenha um bom dia.

Anónimo disse...

Ola Sra DonaGata :) !
Identifico-me perfeitamente com este seu Poema , este seu LINDO Poema !!!
Mais uma vez por aqui passei para lha deixar um Bjo , espero um destes dias poder ter o prazer da sua companhia ... quem sabe !?...
Sabe , estas minha Lagrimas estao ca e vao continuar a estar SEMPRE pela Mulher q AMO ... pois quando nao chorar por ela ... nao terei mais Nada por q chorar !!! :)

Bjo de um Admirador seu , A.B.

antonio - o implume disse...

As lágrimas são como os desejos, vêem de dentro e morrem à flor da pele.

The Hazy Looker disse...

Lágrimas geladas dolorosamente lavam a nossa alma...

Belíssimo poema. Um beijo grande!

Donagata disse...

Ou gelam-na...