segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Rua N. Sra. de Fátima, n.º 334 – Porto


A belíssima escadaria que leva ao reduto dos livros

Fui, na quinta-feira passada, FINALMENTE, ao renovado “Labirintho”.

Bar, com diversas valências, por demais conhecido na cidade invicta (na rua Nossa Senhora de Fátima), reabriu há uns tempos remoçado e a estalar de ideias atraentes.

A livraria

Mantém-se o mesmo espaço, carismático, com algumas melhorias. Para além da abertura de um sítio, muito confortável e apelativo, em que os livros de poesia, teatro, fotografia e cinema são os principais e nobres protagonistas, mantém a sala de entrada para exposições de arte e criou um maravilhoso espaço de snack, amplo luminoso e com muito gosto onde, para além de podermos cometer alguns pecadilhos gastronómicos (grandes pedaços de mau caminho no dizer de uma amiga minha), podemos ainda, durante o dia (abre às 4h!) usufruir de umas horas serenas e muito, muito agradáveis ou então, à noite, de música ou sessões culturais/artísticas diversas. Para breve, a esplanada exterior “roubada” aos tradicionais quintais do Porto.

O snack visto da escadaria. Ao fundo, local onde decorrem as sessões de poesia

Foi exactamente o que fui apreciar quinta-feira. Uma excelente sessão de poesia em que o Zé Carlos Tinoco e a Cláudia Novais emprestaram as excelentes vozes que possuem bem como as suas incontornáveis capacidades interpretativas a poetas como Jaime Cortesão, Bocage, Cesário Verde, Jaime Sabines, Jorge Luís Borges, Isabel de Sá, Hilda Hirst, Maria da Graça Varela Cid, Alberto pimenta…

De realçar a excelente introdução de Danyel Guerra que de uma forma informal mas terrivelmente agradável que o define como o excelente comunicador que é, apresentou os poetas que iriam se ditos revelando um background cultural inusitado nas nossas praças. Um prazer ouvir.

Não posso terminar sem deixar aqui um agradecimento a todos quantos se empenharam para que este espaço seja o que é e se revista, na sua singularidade, da importância que tem no panorama de oferta cultural e de lazer da nossa cidade.

Um bem-haja a todos!


Fotografias gentilmente cedidas por César Romão, que também apostou no Labirintho.

Sem comentários: