domingo, 20 de julho de 2008

"O Silêncio" de Teolinda Gersão


Considero o livro de mais difícil leitura dos que já li da autora.

Um romance de amor em que as personagens vagueiam e se amam em mundos que não se tocam, gerando o silêncio.
A narrativa vai entrecruzando diálogos e silêncios. Estes, os diálogos, ora são exposições, confissões de sentimentos que nem sempre estão colados à personagem que os exprime, ora são absolutamente imaginários e irreverentes, formando círculos, espirais que tendem a ser rectificados (conduzidos a uma linha recta) por Afonso criando o inevitável silêncio.

Tecnicamente muito bem escrito, muito próximo da desconstrução, expõe a grande complexidade das relações dos pólos masculino e feminino.

3 comentários:

susana disse...

Noutro dia perguntou-me como tinha eu tempo para colocar tantos posts no meu blog. Eu disse que escrevo depressa.
Já agora, dona gatita, se me permite a pergunta, como consegue ler tantos livros em tão pouco tempo e comentá.los no seu blog?
Ehehehe! Maldades, maldades...

Donagata disse...

Eu respondo: leio depressa e durmo pouco. Os comentários servem um poco para estruturar as impressões que me deixam os livros.

Kirby disse...

O que pensa que era a intenção da autora neste livro, e qual é a sua opinião pessoal em relação ao livro e a sua história.