domingo, 7 de março de 2010

Vamos esquecer a chuva e dar voz ao "ROUXINOL"

Não pude deixar de partilhar convosco esta pérola da nossa cultura que me foi recomendada.

E haverá lá coisa melhor do que um "Rouxinol" para nos alegrar numa manhã cinzenta e triste de Domingo?

Boa sorte!!!!



5 comentários:

José Alexandre Ramos disse...

:D ah não conhecia a Natália Andrade? É uma versão "lírica" do Zé Cabra, embora este fenómeno tivesse surgido muito antes do Zé Cabra... O Herman é que costumava parodiá-la: O noooosso amuoooor éee veeeeEEEeeerdeeeee, Mas não cuoooonnntes a ninguéeeeeeeeem

lol

bom domingo

Tia_Cunhada disse...

Ups...

Beijinhos

susana disse...

Eheheheh!

Há um relato de uma certa festa do qual eu penso que iria gostar...

Donagata disse...

Eu, de facto, já conhecia "O meu amor é verde". Apenas julguei que era, sei lá? uma brincadeira e "filha única". Nunca imaginei que fosse um fenómeno mais tristemente sério...

susana disse...

Obrigada pelo selinho lá no outro sítio. eu ainda mes estou a habituar. Ainda não sei fazer destes mimos ;)