segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Sentir

(Imagem: "Espelho do sentimento" fotografia de Maria Celeste Pereira)

Por vezes torna-se tão difícil escrever o que sinto…

Nem mesmo sei mostrar o meu sentir.

E senti-lo-ei?

O sentimento oculta-se, escoa-se (não o sinto…),

para voltar depois, em força, e tomar conta de todo o meu eu.

Tomará?

Quando o quero apresar, dissecar, entender, transpor...

eis que se escapa para lugares recônditos de mim,

que não consigo descobrir…

Será?

De mim?

Procuro-me. Viro-me de todos os avessos. E nada encontro.

Nem uma lágrima, nem um sorriso, nem uma saudade, nem uma paixão, nem eu…

Porque será tão difícil entender o sentir?

Porque será tão difícil sentir o entendimento?

Porque me é tão penoso sentir se nem sequer sinto?!!!

9 comentários:

Mar Arável disse...

Quem a lê

tem o prvilégio

de tentar descobri-la

mas terá a mesma dificuldade

em esboçar um traço

Bs

Donagata disse...

Aceito-o como um elogio, Mar Arável.
E acredite que, por vezes, até para mim se torna difícil esboçar-me.

Chatwinesque disse...

Deprimida?

Donagata disse...

Nem muito. Mais introspectiva....

susana disse...

Hormonas mesmo... :)

Acho que falta alguma agitação nessas marotas.

Bj

Cristina Loureiro dos Santos disse...

Abracinho carinhoso :)

o blog da tia...inha disse...

Olá Donagata.
Adorei o teu poema.Tu mesmo mas...só às vezes.
Li-o sentindo-o lido por ti.
Beijinho e passa pelo meu blog quando poderes.

Brain disse...

Para quem acha que nem sequer sente...
Deixa-me que te diga,
Que as palavras sentiram e MUITO!

Mto Bom!

Beijo de Mim

Donagata disse...

Obrigada. A tua opinião conta... Como sabes.