sábado, 24 de outubro de 2009

O Tempo


E chegou a chuva!

Veio sem timidez nem fraquezas.

Chegou com a urgência de quem lutou para chegar,

de quem chega porque se lhe achegou o tempo.

Pois. O tempo.

Esse,

que seguramente a incentivou a correr,

a desamarrar um novo tempo.

Esse,

que na sua volubilidade,

indolente ou ligeiro,

doce ou vivamente enfurecido

nos vai arrastando as existências ao seu sabor,

ao sabor do tempo.

Sem comentários: