quinta-feira, 24 de abril de 2008

"Acende a Chama da Leitura"

(Imagem do poema que me foi oferecido pela Ana Paula)

Anteontem fui, agora como "individualidade" (situação muito mais confortável), à abertura da Feira do Livro que, todos os anos se realiza no Agrupamento onde eu trabalhei e que, de algum modo, durante algum tempo, também ajudei a conduzir.

A Feira do Livro era uma das realizações que me era mais querida e fico muito feliz por verificar que é sempre grande o empenho que a Escola põe na sua concretização tendo criado um espaço verdadeiramente convidativo para todos os que a visitam; grandes e pequenos.

Este ano tem como tema “Acende a Chama da Leitura” e, por isso, ao entrarmos para o recinto onde se realiza, todos passamos por um arco simbólico formado por duas grandes tochas incandescentes. Linda, a ideia, e de extraordinário efeito!

Na cerimónia de abertura a Coordenadora e minha amiga Ana Paula, depois das inevitáveis boas-vindas e das palavrinhas protocolares, terminou a sua intervenção com a leitura de um poema muito bonito e de especial significado dado que se comemorava também o Dia da Terra.

É esse momento que eu quero partilhar convosco. Para isso cliquem na imagem de cima para conseguirem lê-lo.É de Jorge de Sousa Braga e, acreditem, vale mesmo a pena.

5 comentários:

Steve Ballmer disse...

I love your pictures, good blog!

Donagata disse...

Thank you. You are invited to return whenever you want.

antonio disse...

Sou um empilhador de livros com esperança de um dia os ler...

Donagata disse...

Também eu, antónio, também eu. Empilhadora compulsiva. Mas lá vou tentando ir diminuindo a pilha, vou fazendo o que posso.

Alda M. Maia disse...

Posso juntar-me ao grupo dos "empilhadores de livros"?
Continuo a ler sempre com agrado o que secreve.
Um beijinho
Alda