segunda-feira, 2 de março de 2009

Tempo que passa


Não seria este o presente que aqui gostaria de te deixar. Mas, dadas as circunstâncias, aqui ficam umas palavras de quem também muito amou:


Tempo

Tempo
Tempo sem amor e sem demora

Que de mim se despe pelos caminhos fora


Sophia de Mello Breyner Andresen

4 comentários:

Cristina Loureiro dos Santos disse...

Lindo!

Muitos parabéns e beijinhos à filhinha e à querida mamã :)

Um abraço cheio de saudades

Donagata disse...

Obrigada por ambas. Um beijo grande.

precisamos de nos juntar...

Anónimo disse...

Ola Sra Donagata :)

Mais uma vez ... LINDISSIMO !!!

Beijo , Anibal Borges .

Anónimo disse...

Vou ter TANTAS Saudades de a Lêr !...
Tantas Saudades de lhe falar !!!
Mas sei que vamos falar ... num tempo qualquer !...

Beijo ... Aquele Beijo :)

Anibal Borges