sábado, 21 de março de 2009

Dia Mundial da Poesia


É claro que não poderia deixar passar este dia sem escrever aqui um breve apontamento.
Afinal vou deixar dois! Ambos de Fernando Pessoa e ambos muito “interessantes”… na minha opinião, claro.

António Oliveira Salazar.

Três nomes em sequência regular…

António é António.

Oliveira é uma árvore.

Salazar é só apelido.

Até aí está bem.

O que não faz sentido

É o sentido que tudo isto tem.

Fernando Pessoa em 29-03-1935


Este senhor Salazar

É feito de sal e azar.

Se um dia chove,

A água dissolve

O sal

E sob o céu

Fica só o azar, é natural.

Oh, c’os diabos!

Parece que já choveu…

Fernando Pessoa em 29-03-1935

(Imagem: "bookworm)