sábado, 7 de março de 2009

“Poesia in Progress”, rescaldo.



(Imagem: as duas faces do guião)

Mais uma vez, tal como estava anunciada, se realizou (já no passado dia 5) uma das já habituais sessões de poesia desta vez dedicado a Jorge Luís Borges.

Embora me possa ficar mal e dar até ideia de imodéstia uma vez que fui também uma das participantes, devo dizer que foi das sessões mais interessantes que, na minha modesta opinião, por lá se realizaram.

Além da qualidade dos poemas, como habitualmente, brilhantemente interpretados pela maioria dos leitores, pudemos contar também com um par de dançarinos de tango argentino, excelente, que ajudou não só a abrilhantar a sessão, como também a aligeirá-la. Foram magníficos.

Aliás, um aspecto que achei muito curioso e que é, quanto a mim, indiciador do êxito da sessão foi o facto, nada habitual, de após terminada a apresentação as pessoas se manterem bastante tempo sentadas nos seus lugares (as que conseguiram estar sentadas, pois foram muitas mais as que tiveram que ficar e pé), trocando opiniões, pedindo este ou aquele poema que os interessou mais, abordando com perguntas diversas os leitores bem como os bailarinos, pretendendo levar cartazes da sessão (que esgotaram), pedindo exemplares de um pequeno guião que foi distribuído que continha no verso uma brevíssima história do tango argentino (também ele esgotado). Enfim, denotando uma total falta de vontade de ir embora.

Mais uma vez o Café Progresso, e a Dina da Poetria estão de parabéns pelo muito que continuam a fazer pela divulgação da poesia.

Parabéns.

Eu, fico um pocinho de orgulho por me deixarem colaborar.

2 comentários:

InêsT disse...

Foi uma noite muito especial.
Muito obrigada pelo convite.

InêsT

Donagata disse...

Eu é que tenho que lhe agradecer e muito a disponibilidade e o profissionalismo com que vestiu a camisola.

Um grande bem-haja.