segunda-feira, 17 de maio de 2010

Memórias



Odeio quando as memórias se prendem à ponta dos dedos
e insistem em ficar presas a uma qualquer folha de um qualquer caderno.
Não consigo contê-las.
Os dedos não me atendem e teimam em guardar o que não quero.
Olhando-as, tento expurgá-las cristalizando as lágrimas num sorriso.

3 comentários:

Moon disse...

E porque não?

Donagata disse...

Depende das memórias, não é?

Moon disse...

Se a ideia for expurgar... Bora lá!