quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Aquela gaivota


A Gaivota

Aquela gaivota ali.
Sim, aquela mesmo,
pousada altaneira no topo do rochedo,
olha-me!
Observa-me provocadora!
Com aquele olhar redondo, frio, directo,
diz-me,
sem margem para hesitações ou perplexidades:
este é o seu território!
O seu, não o meu.
O Mar…
A espuma…
A areia…
As algas…
As conchas…
… E eu.

7 comentários:

Perfumes Bighouse disse...

Adorei... quantas vezes esbarramos com as gaivotas e seu terridório.. Beijocas . Elisabeth

Mar Arável disse...

Bom convívio

Sofia Loureiro dos Santos disse...

Lindo.

Donagata disse...

Obrigada a todos.

BlueVelvet disse...

Lindo, como lindas são as gaivotas, ao final da tarde, na praia quase deserta, nestas tardes de outono.
Beijinhos

nuvem disse...

Conheço bem essa sensação de pertença e de posse ao mesmo tempo, no que diz respeito ao mar :)

Como sempre, muito bonito.

Beijinhos

pin gente disse...

todos o queremos... pelo menos um pedaço! é ele que é tão grande... dá para todos.

gostei muito!
beijos