quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

"O Traficante de Armas" de Hugh Laurie

Acabei de ler o livro que havia iniciado com imensa curiosidade dado que sou fã do seu autor. Não enquanto escritor, não lhe conheço outras publicações, mas na sua qualidade de actor cujo desempenho me encantou desde a sua participação em Blackadder em que protagoniza o príncipe George (ao lado de Rowan Atkinson enquando ainda lhe achava piada), até ao actualíssimo Dr. House.

Com “O Traficante de Armas”, Hugh Laurie, criou um romance interessante, de leitura agradável, contendo um tipo de humor cáustico e contundente, muito ao jeito do que esperaríamos ouvir da boca do Dr. House.

Dá para pensar quanto daquela personagem rabugenta, politicamente incorrecta, irascível e terrivelmente irritante, não reflectirá também um pouco da personalidade do actor que lhe dá vida, Hugh Laurie...

O enredo é tremendo se considerarmos o número de voltas que dá, bem como o número de situações arriscadas em que coloca o protagonista.

Julgo que a intenção terá sido também a de satirizar um pouco os romances deste género. Contudo, ao fazê-lo, criou ele próprio um livro que, sendo um misto de suspense e de comédia cuja escrita denota grande inteligência é, ele próprio, um exemplo do género satirizado.

Sem comentários: