domingo, 16 de dezembro de 2007

"O estranho caso do cão morto" de Mark Haddon

Recomendo vivamente!

Não, desta vez não vou comentar, descansem.
Não tenho a mínima intenção de transformar este bogue num espaço dedicado à crítica literária. Não possuo a formação ou as capacidades de análise e de síntese que mo permitam fazer com o mínimo de propriedade. O que tenho feito em relação às minhas leituras tem-se limitado à simples expressão das opiniões que delas formo, mais ou menos fundamentadas.

Hoje vou apenas recomendar a leitura de um livro “O estranho caso do cão morto” de Mark Haddon.
Li-o quando da sua edição, nas férias de 2003, e foi fantástico. Por um lado porque é lindíssimo, por outro porque me ajudou a perceber algumas das atitudes das pessoas (no meu caso, das crianças) que sofrem do “síndrome do espectro do autismo” e, assim, melhor as poder ajudar.

Como pessoa ligada à Educação e ultimamente à área mais específica da gestão escolar, liguei-me muito à procura das formas mais adequadas de dar resposta a crianças com este tipo de problemática.
E, talvez por isso, por me encontrar muito sensibilizada para este problema, a leitura deste livro, escrito supostamente por um autista de quinze anos, fez-me mergulhar na sua mente, na sua percepção do mundo “exterior”, na sua lógica própria, na sua lucidez, pondo até, por vezes em causa o conceito de “normalidade”

O autor, psicólogo e professor de crianças autistas, leva-nos ao longo deste romance, através do humor e de muita sensibilidade a mergulhar neste mundo próprio, de difícil acesso, de difícil compreensão e de, ainda mais difícil abordagem.

A não perder. Está outra vez nas bancas.
Ideal para presente de Natal.

2 comentários:

Anónimo disse...

concordo plenamente acho que o autor consegue exprimir-se lindamente
digamos que entre os 10-12 nao se deve ler mas eu estou numa destas idades !!!1
mas acheio tao bom que nao resisti!!!1

luciana disse...

Esta em cartaz a peça Cachorro Morto, livremente inspirada no livro de Mark Haddon
No teatro imprensa até o fim de Maio
Quintas e sextas as 21horas no Teatro Imprensa rua Jaceguai
10 reais e meia 5

Todos os amantes do livro estao convidados