sábado, 12 de março de 2011

Mutismo


Tanta coisa, tanta, a dizer e, afinal, nada digo.

Fecho-me neste mutismo teimoso e ácido

que me consome o querer, que me queima os lábios,

que me prende a língua, que tolhe todo o meu ser.

E, afinal, há tanta coisa a dizer…

4 comentários:

Mar Arável disse...

Que nunca lhe doam os dedos

muito menos os lábios

nuvem disse...

A Donagata que eu conheço, nada deixa por dizer. Nem por escrever. E ainda bem para nós, que a lemos.

Beijos

Donagata disse...

Obrigada a ambos.
Beijos.

Mel de Carvalho disse...

que se soltem as palavras
asas
entre a membrana alada dos dedos.

Gostei, DonaGata.
Beijo da Mel, "dona"daXiluca (a minha gata).... :)
"dona" entre aspas, porque não quero ser dona de coisa nenhuma e, para falar verdade, ela é que manda aqui em casa ...