terça-feira, 24 de julho de 2007

Assustaste-me

Fui ontem visitar-te, irmã. Já não te via havia uma semana. Assustou-me a tua magreza, o teu olhar ansioso e a tua debilidade, sinais inequivocos da tua doença. Contudo, encontrei-te melhor! Estás a conseguir um pouco da tranquilidade e da aceitação que tanta falta te faziam para te ajudarem a enfrentar esse monstro horrível; para te ajudarem a lutar. Luta com todas as tuas forças! Luta por ti, pela tua vida, não dês tréguas!... Nós, estaremos contigo para te dar força, para não te deixarmos claudicar. Luta, irmã!

Sem comentários: