sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Sessão sobre a obra de Jorge de Sena

Participei ontem em mais uma sessão de poesia na Progresso, dinamizada pela Dina, “mãe” da, já incontornável, Livraria Poetria.

Esta que se destinava a divulgar e, desta forma, homenagear Jorge de Sena contou com a participação de brilhantes interpretações de poemas, cartas, excertos de textos, bem como da presença de pessoas que, de alguma forma, tiveram importância quer na sua vida, quer na divulgação da sua extensíssima ( e talvez mal conhecida) obra.

Estas, tiveram participações de grande interesse. Na introdução ao autor, à sua obra, ao seu percurso, enfim, à sua vida, Otília Lage, mulher das letras, licenciada em História, mestre em “História das populações, doutorada em História Moderna e Contemporânea, colaboradora em várias Universidades, bibliotecária, enfim, para enunciar apenas algumas das suas muitas valências, apresentou uma intervenção excelente que, embora um pouco extensa, foi de enorme importância para um melhor conhecimento do autor e, consequentemente, da sua obra.

Num outro momento, Sérgio Lopes, sobrinho do autor, apresentou-nos, de improviso, a sua visão do artista bem como a seu posicionamento perante a poesia, de algum modo semelhante ao do seu tio.

Finalmente, Rebordão Navarro, escritor português que dispensa apresentações (a sua obra fala por si), leu excertos de alguma correspondência que havia trocado com Jorge de Sena bem como nos brindou com episódios curiosos e divertidos que se tinham passado quando ambos participavam em sessões diversas aqui em Portugal.

Entretanto lá iam sendo, na maior parte das vezes, muitíssimo bem ditos os textos escolhidos que melhor ilustravam a obra do autor.

Dado que tinham ocorrido uns pequenos percalços no início da sessão (a tecnologia nem sempre está a nosso favor), começámos um pouco atrasados pelo que tudo terminou muito mais tarde do que deveria.

Contudo, a prova do interesse que o evento suscitou, é que era quase uma da manhã quando tudo acabou e a sala… estava ainda bem cheia!

Mais uma vez, Dina, uma grande sessão. Parabéns!

Sem comentários: