quarta-feira, 29 de outubro de 2008

"Amar de novo" de Doris Lessing


Este livro, muito bem escrito pela autora (acredito eu) mas muito descuidado pela editora uma vez que se encontra cheio de “gralhas” e até de óbvios erros de tradução, conta-nos as perturbações de uma mulher de 65 anos, viúva e mãe de filhos, ao lidar com o facto de se apaixonar de novo, algo que ela nem sequer julgava possível.

Passado num ambiente de teatro londrino, onde a protagonista é escritora/argumentista, vê-se, sem que nada o fizesse prever mergulhada num estado de espírito conturbado, tendo dificuldade em lidar com semelhante mistura de sentimentos e perturbações.

Como já é habitual, Doris Lessing, explora as emoções, por vezes contraditórias, perante um mesmo sentimento. Neste caso o amor. E aqui temos a protagonista a debater-se com o desejo, o ardor, a ansiedade, a saudade, a culpa, a depressão…

À medida que vamos avançando na leitura acabamos, na minha opinião, por entender que, neste percurso de paixões aos 65 anos, Sarah vai também revivendo e examinando as suas privações de infância e as marcas que retém delas na idade adulta.

Na minha opinião livro agradável de ler não fora as já expostas frequentíssimas “gralhas” e erros que complicam até, por vezes, a compreensão. É muito irritante, mas deve-se, naturalmente a uma edição descuidada.

5 comentários:

Jota disse...

Olá, Celeste

Obrigado pelos comentários... Ainda bem que gostaste...

O livro com certeza deve ser interessante...lidar com uma "nova" paixão aos 65 anos, não deve ser tarefa fácil; mas, com certeza, também um elixir de juventude, uma lufada de ar fresco...

Isso das "gralhas" deve ser realmente uma chatice...

Fica bem,
Jota

Anónimo disse...

Ola Sra Donagata :)
Todas estas Ediçoes Manhosas e Descuidadas só teem mmo a Ganhar com Leitoras como a Sra , pessoas q nao aceitam o q esta mal , quando na realidade se trata de portugues e falando-se duma Editora ... deveria ter cuidado , até para preservar o seu Bom nome !
Em relaçao ao Livro , uma historia de Amor é sempre uma historia de Amor !
Sabe , mas o q eu QUERO mesmo é so enviar-lhe um beijo :)

Estava com vontade de lhe escrever

Beijo , Anibal Borges .

Donagata disse...

Obrigada Aníbal. É realmente muito agradável receber assim um beijo seu sem contar...
Já agora aproveito para o cumprimentar pelo comentário extraordinário que fez ao último poema da nuvem. Não que seja, de forma nenhuma, surpresa para mim a sua eloquência e a forma elegante de o fazer. Tenho sido agraciada com alguns comentários seus que o demonstram. Apenas não lhe conhecia essa veia poética. Parabéns e obrigada pelas suas visitas que são sempre deveras estimulantes.

Um beijo

BlueVelvet disse...

Curioso que este livro está ali no monte dos que esperam leitura.
Agora estou a ler "O Jardim Encantado" um livro absolutamente fascinante.
Beijinhos

Donagata disse...

Se está no monte, vale a pena ler. Espero só que a sua edição seja de uma editora mais cuidadosa.