sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Noite de sexta-feira "Vem dançar comigo"

(Imagem: "Dancing couple" de Botero)

Anda, vem dançar comigo!

é muito simples, repara:

abraças-me com muito jeito.

Depois, num sinal perfeito,

aproximamos a cara,

num gesto terno, de emoção.

Não te intimides, então?

Já enleados num abraço,

já ligados mão na mão,

é só acertar no passo,

no meneio, na torção,

sentir a música, o compasso,

o embalo, a compulsão

e bem presos nesse enleio,

agora feito paixão,

esquecemos o pudor

e brilhamos no salão!

Donagata em 2008-09-13

9 comentários:

ing disse...

Lindo poema!!!adorei!Parabéns!!!:)
beijinhos grandes bem vinda no regresso às aulas
beijinhos

Loira

Donagata disse...

Obrigada, loira. Eu também estou contente por estar de regresso. As férias foram excelentes, mas chegar também é bom porque se retomam os contactos com as pessoas que nos fazem falta todos os dias; as que fazem parte da nossa vida e são insubstituíveis.
Beijos

susana disse...

Como eu entendo este poema! Dançar, dançar e enlaçar!

Donagata disse...

Isto é mesmo para quem gosta de dançar!

Sofia Loureiro dos Santos disse...

Nã sei o que fiz ao comentário que te escrevi, mas não o devo ter publicado porque não aparece. O que dizia é que gostei imenso. Bjs.

antonio - o implume disse...

Casa perfeita com a imagem este teu poema.

Donagata disse...

Obrigada, Sofia. Aprecio verdadeiramente os teus comentários.

António, também acho que sim, além de que gosto da obra de Botero. Agora em Veneza vi alguns originais dele em boas galerias. Talvez por isso tenha utilizado uma imagem sua.

Cristina disse...

Muito giro, Donagata! Eu também adoro dançar... E o teu poema parece mesmo rodopiar ;)

Beijinhos

Cristina Loureiro dos Santos

Donagata disse...

Obrigada Cristina. Sejas bem aparecida.
Beijos