terça-feira, 11 de novembro de 2008

Que susto!!!


Hoje apanhei um susto. Não foi um susto qualquer! Não, foi mesmo um grande susto. É que quando cheguei ao meu Bernardo (é o meu computador, nem todos podem ser Magalhães, não é…) e tentei entrar no meu blogue, não consegui. Já ontem à noite alguém me tinha enviado um mail perguntando a razão pela qual tinha o blogue inacessível. Mas eu, muito sinceramente, dado o adiantado da hora, não dei muita importância pois julguei que fosse algum problema temporário do blogger e que hoje tudo estaria resolvido.

Engano meu. Logo de manhã lá vou eu toda lampeirinha, de cafezito na mão para, com a ajuda do Bernardo, dar uma vistinha de olhos pelos meus parceiros internautas preferidos e, eis senão quando, o blogue não há meio de abrir. Por mais que eu tentasse, por todas as “portas” que eu conheço, lá me deparava com a invariável mensagem: server can not be found error404.

Fui clicando nas diversas “ajudas”(?) que vão sendo propostas que nos vão empandeirando para outras “ajudas” ainda mais complexas as quais me encaminhavam para níveis muito à frente daquilo que é a minha capacidade de compreensão da coisa. Eu só sabia que estava a ser vítima do erro 404 mas não vislumbrava indícios de solução.

Claro que, entretanto, fui seguindo algumas sugestões (as que conseguia entender minimamente) e lá fui mudando passwords (agora nem sei bem quais as que mudei e as que mantive…), introduzindo códigos enviados por e-mail mas que, afinal, não me davam acesso a nada, liguei e desliguei o Bernardinho tantas vezes que até ele já estava mais lento e fazia uns ruídos estranhos, isto tudo enquanto me ia insultando até à quinta geração por ter decidido optar por um domínio próprio (já desde Julho) que eu achava ser a razão do problema.

- A mania dos modelos exclusivos! soprava eu. – Não podia ser como toda a gente! Não! Tinha que ser à fina, tinha que ter um domínio. Ainda se ao menos eu soubesse para que serve ter um domínio!!!!

Bom, a verdade é que com todas estas tentativas, este faz e desfaz, este receber quatro vezes a mesma mensagem da suposta assistência do blogger, que não conseguia pôr em prática, ter os cabelos todos em pé, a alma num frenesim e a sensação de que se me aparecesse alguém pela frente era corrido à chapada, dei-me conta que tinha passado a hora do almoço e que se aproximava rapidamente o horário de um compromisso a que não podia faltar.

Sempre em acesa discussão comigo mesma lá fui à minha vida esperando que, entretanto, se desse o milagre da desmultiplicação do erro 404.

Quando regressei, no final da tarde, e como não tinha sido abençoada nem com um laivo de milagre, a coisa continuava a não funcionar, lá me voltei a sentar e decidi mexer menos e raciocinar mais.

Foi aí que, primeiro, no mesmo domínio, criei um blogue novo o qual, espantem-se, abriu!

Então, fui ao painel do outro (a isso eu tinha acesso, só não tinha ao conteúdo) e decidi reconfigurar todas as definições do blogue. Já quase no fim, aparece-me lá um espaço que me permitia sair do meu domínio e passar para o condomínio geral (já lá devia ter passado umas boas dúzias de vezes sem ter visto) para o qual saltei imediatamente.

E foi então, queridos e pacientes leitores, que eu me reencontrei com esta peça de arte literária (e não só) que é este meu “Ponto de Cruz” do qual eu já sentia a falta mesmo que só tivesse estado perdido um dia.

Pensando que esse reencontro tinha sido um sinal que não podia ignorar, aqui estou eu a moer-vos o juízo a contar-vos com penosa e intencional lentidão as minhas desgraças de hoje.

Foi uma verdadeira segunda-feira! E quem leu isto até ao fim ou não tem mesmo nada para fazer ou tem muitos pecados a expiar…

13 comentários:

nuvem disse...

Eu li até ao fim! Confesso que a minha parte preferida foi a do milagre da desmultiplicação do erro 404! :)

Ainda bem que tudo se resolveu e a temos de volta em todo o seu esplendor :)

Mil beijinhos

Donagata disse...

Então ontem teve um tempinho disponível! Não sabia mesmo o que fazer...

Beijos.

Anónimo disse...

Ola Sra Donagata :)
Sabes , eu Adoro as suas historias , a forma como relata o q lhe acontece :) !
Fico contente por ter solucionado o problema , pois Gosto muito de por aqui passar !!!

Beijo , Anibal Borges !

Anónimo disse...

Queria dizer , " Sabe "
Desculpe .

Beijo , Anibal Borges

Donagata disse...

Não tem que pedir desculpa, não tenho razões para tomar a mal.
Mais uma vez: também gosto que passe por aqui e das poucas(mas boas) palavras que trocamos.

Clara B disse...

Nesse dia, tentei aceder ao seu blog, mas sem resultado, dizia: Server not found. Algo aconteceu com o servidor, mas imagino o susto... Pensamos que controlamos os computadores, mas eles é que nos controlam a nós!
Beijos

susana disse...

Eu li até o fim, mas nem quero saber por qual das opções!!!
Seja bem retornada (retornada é uma palavra e tanto!).

Donagata disse...

No seu caso foi para aprender a ser esperta e a manter-se em condomínio aberto.

BlueVelvet disse...

Pois eu li até ao fim.
Já agora, só para aliviar a sua aflição por que não faz uma coisa: salve ( guarde/save) o blog,nos seus documentos, e se um dia, quer o computador quer o blogger lhes derem a louca, não perde o blog.
Se não souber como se faz, avise que eu digo-lhe.
Imagino a sua aflição.
Se fosse comigo, nem tinha ido ao compromisso.
Beijinhos

Donagata disse...

O que eu fiz foi copiar o blogue todo para um documento word que tenho gravado quer no computador quer numa pen.
Não sei se é a isso que se refere.
Eu tinha muitos dos textos gravados, claro, mas outros escrevo directamente...
Mesmo assim, perdia os comentários, as imagens, enfim todo o layout que fazem deste o MEU BLOGUE.
Um beijo e um bom Domingo.

susana disse...

bluevelvet, essa coisa de explicar como se copia o Blog é só para gatas?
Eu até aprendia uma coisa destas, bem explicadinho até aprendia!

Tais Luso de Carvalho disse...

Oi, dona Gatinha, isto aconteceu comigo, é de entrar em desespêro... mas sabe o que fiz? Nada, nadinha.Fiz um pacto com a informática: ela não me enlouquece e eu a deixo em paz. O problema é do blogger. No dia seguinte estava lá ele, lindo e belo, à minha espera.
Mil beijos, imagino de cá, o teu desespêro!
Tais

Donagata disse...

Sorte. Eu penso que o meu problema também pode ser do blogger. Contudo ainda não estará resolvido pois já tentei regressar ao meu domínio e continua a dar-me o mesmo erro.
Como não sou propriamente uma iluminada em termos informáticos, vou esperar pela ajuda de alguém que me ilumine.
Para já mantenho-me em condomínio aberto até ver.

Beijos e uma boa semana