sábado, 29 de novembro de 2008

"O dia em que a noite se perdeu" de Jorge Araújo


Não conhecia o autor, cabo-verdiano, quando, depois de ler a pequena sinopse que o acompanha, decidi comprar o livro.

Talvez o facto de abordar um tema pouco falado, a sexualidade dos “menos jovens” (a não ser em livros de cariz “científico”), me tenha espevitado a curiosidade.

O livro resume-se a uma noite de insónia que surge precisamente no dia em que o protagonista completa noventa anos.

Ao longo dessa longa noite vai recordando momentos da sua vida. Estes, têm sempre por tema o sexo. A forma como se iniciou nos prazeres carnais, as suas performances com as diversas mulheres da sua vida, o orgulho na sua evidente virilidade, até à sua perda e a forma como a encarou. A par, vai-nos falando também de outras maneiras de viver a sexualidade bem como de algumas restrições que a sociedade impõe às suas manifestações nestas idades; normalmente mal vistas e desencorajadas.

Uma ficção interessante, de leitura simples e que aborda o tema de uma forma bastante feliz.

5 comentários:

Anónimo disse...

Ola sra Donagata :)
Um Tema sempre interessante q Merece Respeito !
Todos falam "dele" pois nao aceitam as suas variantes !...
" Ele " Observa Todos os q falam ... pois nao vivem sem " Ele " !!!

Desejo-lhe um Muito Bom Fim de Semana :)

Beijo , Anibal Borges .

Donagata disse...

Obrigada. O mesmo lhe desejo eu.
beijos

Anónimo disse...

também gostaria de ler esse livro. Ainda não o fiz devido ao custo do livro. 16€. Acho demasiado. Talvez quando houver uma promoção. Alguém devia prestar atenção a estes preços exagerados....

Dona Gata disse...

Concordo inteiramente consigo. Organizam-se programas de incentivo à leitura, o que acho muito bem. Mas quando uma pessoa quer de facto por em prática esse gosto que já tem, os preços dos livros são absolutamente desencorajadores.

Há as bibliotecas que poderão ser uma solução alternativa.

orkide@ disse...

Obrigada por ter respondido ao meu comentário.