domingo, 7 de novembro de 2010

À mesa éramos tantos!


("La conspiration des chats" de Louis Wain)

À mesa éramos três.
Três e um silêncio que cobria tudo
e nos ensurdecia com a sua estridência.

À mesa éramos só três
e os pratos e os talheres e os copos e…
Éramos três mas em cada cadeira se sentia ausência.

À mesa éramos ainda três
e o cansaço, o esquecimento, a fadiga,
o tédio, o desamor, a descomunal impaciência.

À mesa éramos tantos...

3 comentários:

Brain disse...

FABULOSO!

Beijo Meu.

Donagata disse...

Favores teus.

oui, c'est moi! disse...

Deixo um beijinho. Vim pôr as leituras em dia :)