quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Inextinguível


Por vezes são necessárias tão poucas palavras
para lavrar um sulco tão doloroso na alma!
Nem toda a força de uma vida será capaz de o fechar.